10/03/2006

II Parte - da passagem à chave.

RSK photography

não sou dada a ciúmes patetas, mas o que sabia de Maria até hoje viera de uma amiga comum. nem um sinal directo, uma palavra, uma carta. à preocupação natural juntava-se a mágoa pelo silêncio.

até hoje, dizia. até um homem novo me trazer uma chave vulgar, embrulhada em papel vegetal. tão sem jeito, tão à maneira dela, só com o meu nome escrito até quase rasgar a folha tranparente.

- foi uma senhora que mandou entregar, pediu que lhe fizesse o combinado se ela não voltasse e que lá fosse agora para escolher o que tinha de ser.

- mais nada?

- não. decorei bem. foi assim mesmo que ela disse.

- estava triste?

- não a conheço bem. só moro lá na rua, mas a mim sorriu ela e, foi-se embora. deu-me uns trocos... dava sempre... e cigarros também. vivo só da pensão da...

deixei de ouvir. agarrei o embrulho com afecto e fechei a porta para a abrir de novo e meter-me no carro em direcção à rua estreita. tremia. sem entender porquê.

que fez ela ao passado? deitou tudo para o lixo? raio de mulher!

- o passado? "o passado quando não está bem passado leva-se ao forno outra vez", dizia a Manuela.

era assim que diria e parece que a oiço. ela atirou-o fora e passou por uma qualquer porta estreita para outro lado. vá eu lá saber qual...

tenho saudades das conversas com ela até madrugar e ser o sono a empurrar-me porta fora, não a vontade de sair.

isso no tempo em que falava muito e era bom ouvir. depois calou-se. como se tivesse decidido não ter mais nada para dizer.

mentira. tinha pois. tinha era raiva pelo que lhe fizeram mas estava cansada desse falar a que chamava "carpir". não era de ter pena de si própria.

merda, estou para aqui a falar dela no passado e ela está viva ainda. tem de estar!


Rock Kauser

terá ido a Marrocos? ela adorava e dizia que tinha de voltar a ser árabe nem que fosse só mais uma vez. a sua máscara árabe. mulher de máscaras muitas.


mas porque mandaria o homem? bastava telefonar...

bem, cheguei. alguma resposta hei-de ter hoje.

4 Comentários:

Blogger Della-Porther disse...

paper

bem vinda de volta...
elegi este o meu recanto...para me acalmar , me alegrar, aprender, me esconder, dormir ou simplesmente ouvir.

gosto dessa vinda ...assim pouquinha...ler-te, tb aqui, é muito prazeiroso.

beijos com carinho e cheios de saudade
um xêro bem gostoso
sua afilhadinha

della

outubro 04, 2006 9:53 da manhã  
Blogger daniel sant'iago disse...

... olá... que bom voltar a ler-te!

daniel sant'iago

outubro 04, 2006 9:59 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah disse...

Querida M
Atribulação em volta do passado, regada com muita saudade...
Um beijo
Daniel

outubro 04, 2006 10:05 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

paperlife

hoje,especialmente, atravessarei o dia aqui...preciso da força e do amor que encontrei no Vida para continuar...
agradeço com amor que só você entende.
soul barr

outubro 05, 2006 11:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Isto Não É Um Diário.

----------